Conhecendo o Instituto Jatobás

João Santos, Jacinta Gunther, Rubens Gunther e Anette Kaminski

Em 10/08/18, Jacinta e Rubens Gunther estiveram em Pardinho-SP, para conhecer o Instituto Jatobás. Foram recepcionados por João Santos e Anette Kaminski, responsáveis pela Kaleydos, uma plataforma de investimentos e desenvolvimento de soluções e negócios que contribuem  com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) do Instituto Jatobás.

A missão do Instituto é influir para a ampliação da consciência e oferecer conhecimento para a construção de caminhos coletivos solidários e sustentáveis. Tem como propósito a incorporação desses princípios nas práticas pessoais, organizacionais e comunitárias. Atua desde 2002 no município de Pardinho com base no modelo “Ecopolo de Desenvolvimento Sustentável” (urbano, rural e de áreas naturais). Entre as diversas iniciativas do Instituto está o Centro Max Feffer Cultura e Sustentabilidade, criado em 2008 para desenvolver e difundir a cultura da sustentabilidade na região. Construído em uma praça pública cedida pela Prefeitura Municipal, o Centro traz, em sua concepção, uma série de técnicas inovadoras dos chamados “edifícios verdes”, e destaca-se por suas linhas diferenciadas e sua cobertura totalmente desenvolvida com bambu. Unindo a vocação local à missão do Instituto Jatobás, o Centro valoriza a cultura do município e promove a participação e interação da comunidade. É também um espaço que permite a vivência da cidadania, pois abriga atividades como biblioteca, centro de inclusão digital, programação cultural, estímulo à criação e produção artística e muitos outros, permitindo à população local encontrar ali atividades de entretenimento, aprendizado, descoberta, inovação e bem-estar. Para espetáculos, foi construído um palco com auditório aberto e capacidade para 500 pessoas.

Rubens Gunther destaca que “ficou impressionado com o potencial do Instituto Jatobás e as convergências possíveis com o Riviera Santa Maria”.

Riviera Santa Maria busca a Licença de Implantação

Dia 26/06/18 foi solicitado ao IMA (Instituto do Meio Ambiente de SC) a concessão da LAI (Licença Ambiental de Instalação) para o empreendimento Riviera Santa Maria. O pedido foi instruído com diversos Termos de Compromisso, Autorizações, Anuências, Projetos Executivos, Planos, Cronogramas e ARTs, conforme recibo, e está se tornando público mediante divulgação em diversos órgãos da imprensa. Paralelamente, está tramitando a solicitação da AuC (Autorização de Corte) para a área que será ocupada pela infraestrutura e construções. E juntamente com a conclusão do estudo de viabilidade físico-financeira está sendo buscada a segurança jurídica perante o MPF (Ministério Público Federal) e a municipalidade. São diversas etapas, mas todos os envolvidos estão trabalhando muito para tornar possível o início das obras. Itapoá espera e merece!

Um Jardim Botânico Com 159 Anos

Um dos sonhos de Geraldo Mariano Gunther era colaborar na criação de um Jardim Botânico em Itapoá. Buscando subsídios para esse projeto, Pedro Silvano Gunther, em recente viagem a St. Louis, visitou o Jardim Botânico do Missouri. Fundado por Henry Shaw em 1859 e com o apoio da sociedade civil organizada, o jardim é hoje um Marco Histórico Nacional (EUA) e um centro para a ciência, conservação, educação e exibição de horticultura. Considerado como um dos três maiores jardins botânicos do mundo, ocupa uma área de 320.000 m2. Entre as principais atrações estão: Climatron, Jardim Japonês, Distrito Vitoriano, Jardim das Crianças e os tours com o trenzinho. O Jardim também mantém equipes de pesquisa e está envolvido no projeto das Nações Unidas “World Flora Online” que disponibilizará acesso online ao estudo das 400.000 espécies de plantas conhecidas no mundo. O painel “Plants Enable Life on Earth” mostra que são as plantas que permitem a vida na Terra. Além de comida, são fonte para remédios, fibras e combustíveis, com uma vasta importância econômica, ecológica e cultural. Pedro Silvano revela ter ficado impressionado com o profissionalismo do empreendimento e brinca: “Até uma árvore de Jaboticaba eles têm no Climatron. E ainda por cima organizam festivais de música. Eles realmente fazem o possível para estarem integrados com a comunidade”. Para conhecer mais sobre o Jardim, acesse o site aqui.

Mais um projeto urbanístico de Jaime Lerner é inaugurado

Nova orla do rio Guaíba em Porto Alegre

Desta vez foi em Porto Alegre. Dia 29/06/18 foi entregue à população o Parque Urbano da Orla do Guaíba, batizado de Orla Moacyr Scliar, em homenagem ao célebre escritor gaúcho (1937-2011). Concebido em 2012, o projeto conceitual começou a transformar-se em realidade na gestão do prefeito José Fortunati, Com custo de R$ 71 milhões de reais, financiados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina, a obra foi concluída pelo atual prefeito, Nelson Marchezan Jr. Trata-se de um trecho de 1,3 km da orla do rio Guaíba, famoso pelo seu pôr do sol, que agora tem passarela sobre a água, mirante, bares e ciclovia. Um verdadeiro cartão-postal da cidade. Leia mais aqui.

IGG contrata levantamentos e ensaios geotécnicos 

Eng. Josiane e Cláudio da SC e José Pedro representando o RSM

Em 04/06/18 a IGG contratou os serviços da empresa SC Engenharia de Meio Ambiente, de Joinville, que fará o levantamento do nível do lençol freático e ensaios geotécnicos (CBR1 e CBR6) para caracterização do solo, determinando o limite de liquidez, limite de plasticidade, CBR e expansão na área de implantação do projeto Riviera Santa Maria. As medições em poços piezométricos serão feitas semanalmente.

A SC com o seu corpo de profissionais altamente capacitados fornecerá as informações técnicas que permitirão definir as melhores soluções para o projeto de infraestrutura do RSM, além de dar maior segurança jurídica ao empreendimento.