Pedro Silvano Gunther é Cidadão Honorário de Itapoá

Pedro Silvano Gunther na cerimônia de entrega do Título de Cidadão Honorário de Itapoá

No dia 25/04/19, véspera da comemoração dos 30 anos da criação do Município de Itapoá, a Câmara Municipal concedeu o título de Cidadão Honorário a Pedro Silvano Gunther, a mesma honraria recebida por seu pai, Geraldo Mariano Gunther, em 1999. A ligação de Pedro com a cidade começou há 62 anos, quando seu pai uniu-se a outros pioneiros e construíram a estrada para chegar à praia.  Frequentador assíduo da praia, Pedro criou laços com a comunidade e, paralelamente à sua vida empresarial em Curitiba e Maringá, participou das iniciativas da família na cidade (Camping, Maresia, Condomínios, etc.). Na data da instalação do Município foi Pedro quem redigiu a ata, relatada por seu irmão Luiz Eduardo.

Pedro Silvano Gunther recebendo a placa comemorativa pelas mãos do Vereador Jefinho Garcia

Pedro foi Presidente da Fundação Pró-Itapoá e é Vice-Presidente da Associação de Defesa e Educação Ambiental (ADEA). Também é Vice-Presidente da IGG, a empresa responsável pelo projeto Riviera Santa Maria. Colabora ativamente com os projetos culturais da cidade, especialmente na área musical. Segundo Pedro: “É uma história comprida, recheada de descobertas, trabalho e alegria.”

Riviera Santa Maria no Smart City Expo 2019

Smart City Expo Curitiba 2019

Sob o tema “Planejando as cidades que queremos” aconteceu nos dias 21 e 22 de Março, no Expo Bariguí, o  Smart City Expo Curitiba 2019. No Congresso, 85 especialistas de todo o mundo apresentaram propostas para cidades inteligentes e debateram temas relacionados, como planejamento urbano, mobilidade, governança, novas tecnologias e sustentabilidade.

Na Exposição, foram 6,7 mil visitantes que tiveram a oportunidade de ver projetos e tecnologias que conectam os pontos do ecossistema de uma cidade inteligente. No Smart Plaza Vale do Pinhão, espaço de Curitiba na feira, foram mostradas as soluções e produtos de 70 startups que fazem parte do ecossistema de inovação da cidade, bem como ações do município para melhorar o dia a dia da população.

O fórum internacional já foi realizado em cidades como Kyoto (Japão), Puebla (México), Casablanca (Marrocos), Istambul (Turquia) e Buenos Aires (Argentina). A exemplo destes, o evento brasileiro também foi chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona, e que é o organizador do Smart City Expo World Congress, maior evento do mundo sobre cidades inteligentes, realizado anualmente em Barcelona.

Josep Piqué, Rubens Gunther e Carlos Olsen, no Smart City Expo Curitiba 2019

Participaram do evento o Presidente da IGG, Rubens Geraldo Gunther, além de Harry Franke e Raul Delavy, representantes do grupo desenvolvedor do Riviera Santa Maria. Houve a aproximação com dois especialistas em inovação e cidades inteligentes, o brasileiro Carlos Olsen e o catalão Josep Piqué. Carlos trabalhou muitos anos em Barcelona com Piqué, que é uma das maiores autoridades mundiais no assunto, tendo implantando o 22@, que revitalizou 200 hectares de uma área industrial obsoleta para transformá-la em um conceito de qualidade de vida, com atividades de conhecimento e inovação. A ação é considerada uma das mais ousadas da Europa e espelho para outras cidades ao redor do mundo. Piqué também esteve à frente do projeto de revitalização em Medellín, na Colômbia, e trabalha na Aliança para a Inovação, em Santa Catarina.

O Riviera Santa Maria já contém diversos conceitos de cidade inteligente, mas a IGG e o grupo desenvolvedor continuam trabalhando no sentido de incorporar experiências bem sucedidas ao projeto itapoense. 

Barcelona, jazz e rambla

Barcelona, vista do Park Güell

A maioria das pessoas vai a Barcelona para conhecer a Basílica Sagrada Família, um dos mais expressivos monumentos da humanidade, concebido por Antoni Gaudí. Dele também é o Park Güell. Outras tantas vão pelo mítico Camp Nou, estádio do time de futebol conhecido pelos fãs como “Barça”. Pedro Silvano Gunther foi a Barcelona por outro motivo: conhecer um professor e seu projeto musical.

Joan presenteia alguns CDs a Pedro

Joan Chamorro ensina jazz para crianças e jovens. A Sant Andreu Jazz Band, composta pelos alunos de Joan, é uma orquestra que desperta emoções nos quatro cantos da Terra. O canal Youtube de Joan tem 90 mil inscritos. O vídeo mais popular do canal tem 2,5 milhões de visualizações, com Alba Armengou, de apenas 8 anos de idade na época, fazendo um solo de trumpete (aqui). A mesma Alba canta música brasileira, num vídeo mais recente, quando então já tinha 14 anos de idade… (aqui).

Pedro acompanha o trabalho de Joan há alguns anos e nessa viagem foi ao bairro Sant Andreu, onde vivem Joan e os seus alunos, para conhecer melhor o projeto. Joan acredita nas crianças e consegue despertar o potencial criativo delas. E o que elas aprendem no ambiente musical as torna mais responsáveis e solidárias. O método de Joan inspira educadores ao redor do mundo, e Itapoá, que já conta com bons projetos culturais, poderá ampliar ainda mais seus horizontes nesta área.

Pedro na Rambla de Barcelona

Curiosamente, é de Barcelona também uma das grandes inspirações de Jaime Lerner ao conceber o projeto Riviera Santa Maria: a Rambla, uma das avenidas mais famosas do mundo. Com uma via estreita para automóveis em cada lateral e um canteiro central amplo, a gastronomia e o comércio estão ali bem representados. É um ponto de encontro para pessoas da cidade, mas tornou-se um enorme atrativo turístico. Que venham a rambla e o jazz para impulsionar a gastronomia, o comércio e a música em Itapoá!

Conhecendo o Instituto Jatobás

João Santos, Jacinta Gunther, Rubens Gunther e Anette Kaminski

Em 10/08/18, Jacinta e Rubens Gunther estiveram em Pardinho-SP, para conhecer o Instituto Jatobás. Foram recepcionados por João Santos e Anette Kaminski, responsáveis pela Kaleydos, uma plataforma de investimentos e desenvolvimento de soluções e negócios que contribuem  com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) do Instituto Jatobás.

A missão do Instituto é influir para a ampliação da consciência e oferecer conhecimento para a construção de caminhos coletivos solidários e sustentáveis. Tem como propósito a incorporação desses princípios nas práticas pessoais, organizacionais e comunitárias. Atua desde 2002 no município de Pardinho com base no modelo “Ecopolo de Desenvolvimento Sustentável” (urbano, rural e de áreas naturais). Entre as diversas iniciativas do Instituto está o Centro Max Feffer Cultura e Sustentabilidade, criado em 2008 para desenvolver e difundir a cultura da sustentabilidade na região. Construído em uma praça pública cedida pela Prefeitura Municipal, o Centro traz, em sua concepção, uma série de técnicas inovadoras dos chamados “edifícios verdes”, e destaca-se por suas linhas diferenciadas e sua cobertura totalmente desenvolvida com bambu. Unindo a vocação local à missão do Instituto Jatobás, o Centro valoriza a cultura do município e promove a participação e interação da comunidade. É também um espaço que permite a vivência da cidadania, pois abriga atividades como biblioteca, centro de inclusão digital, programação cultural, estímulo à criação e produção artística e muitos outros, permitindo à população local encontrar ali atividades de entretenimento, aprendizado, descoberta, inovação e bem-estar. Para espetáculos, foi construído um palco com auditório aberto e capacidade para 500 pessoas.

Rubens Gunther destaca que “ficou impressionado com o potencial do Instituto Jatobás e as convergências possíveis com o Riviera Santa Maria”.

Riviera Santa Maria busca a Licença de Implantação

Dia 26/06/18 foi solicitado ao IMA (Instituto do Meio Ambiente de SC) a concessão da LAI (Licença Ambiental de Instalação) para o empreendimento Riviera Santa Maria. O pedido foi instruído com diversos Termos de Compromisso, Autorizações, Anuências, Projetos Executivos, Planos, Cronogramas e ARTs, conforme recibo, e está se tornando público mediante divulgação em diversos órgãos da imprensa. Paralelamente, está tramitando a solicitação da AuC (Autorização de Corte) para a área que será ocupada pela infraestrutura e construções. E juntamente com a conclusão do estudo de viabilidade físico-financeira está sendo buscada a segurança jurídica perante o MPF (Ministério Público Federal) e a municipalidade. São diversas etapas, mas todos os envolvidos estão trabalhando muito para tornar possível o início das obras. Itapoá espera e merece!