A importância dos espaços públicos de qualidade

Paulo Kawahara, arquiteto associado do escritório de Jaime Lerner e integrante da equipe que projetou o Riviera Santa Maria, insiste na importância do investimento em espaços públicos de qualidade. Um exemplo recente, que comprova a tese de Paulo, é a revitalização da orla do Guaíba, em Porto Alegre, obra concebida pelo mesmo escritório. Um ano após a inauguração, a revitalização transformou a relação do porto-alegrense com aquele espaço, aumentando a autoestima dos moradores. Com público característico em cada turno, o trecho de 1,3 quilômetro passou a atrair milhares de pessoas. Pela manhã, é o lugar ideal para caminhar, correr, andar de bicicleta. À tarde vira local de encontro, turismo e até estudo. Depois vem a contemplação do pôr do sol, as atrações musicais e a boemia. O quilômetro mais celebrado virou a principal área de lazer e ponto turístico da capital dos gaúchos. E os depoimentos vão de “Sempre quando vem alguém nos visitar trazemos aqui para passar o dia. É o melhor lugar de Porto Alegre”, passando por “Demorou para sair do papel, mas ficou muito bonito. Nos últimos 20 anos, é onde a cidade mais evoluiu. Andou para frente” até “A mudança trouxe uma coisa que Porto Alegre não tinha, que é qualidade de vida”. Reportagem completa aqui.

Mais um projeto urbanístico de Jaime Lerner é inaugurado

Nova orla do rio Guaíba em Porto Alegre

Desta vez foi em Porto Alegre. Dia 29/06/18 foi entregue à população o Parque Urbano da Orla do Guaíba, batizado de Orla Moacyr Scliar, em homenagem ao célebre escritor gaúcho (1937-2011). Concebido em 2012, o projeto conceitual começou a transformar-se em realidade na gestão do prefeito José Fortunati, Com custo de R$ 71 milhões de reais, financiados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina, a obra foi concluída pelo atual prefeito, Nelson Marchezan Jr. Trata-se de um trecho de 1,3 km da orla do rio Guaíba, famoso pelo seu pôr do sol, que agora tem passarela sobre a água, mirante, bares e ciclovia. Um verdadeiro cartão-postal da cidade. Leia mais aqui.

Jaime Lerner é eleito 2º maior urbanista do mundo

Jaime Lerner

Uma lista dos 100 urbanistas mais influentes de todos os tempos, organizada pela revista norte-americana Planetizen, concedeu ao Brasil a medalha de prata: Jaime Lerner aparece como segundo colocado — o único do país a figurar a lista. O primeiro lugar foi concedido à norte-americana Jane Jacobs, urbanista famosa por ter escrito o livro“Morte e vida das grandes cidades”, que redefiniu a forma com que se estudava o urbanismo e se via o avanço modernista nas cidades na década de 1960. Arquiteto, Prefeito de Curitiba e Governador Paraná, Jaime é o cérebro responsável pela concepção urbanística do Riviera Santa Maria. Leia aqui.

60 milhões de euros em 2018 para proteger o litoral

Célia Ramos, secretária de Estado do Ordenamento do Território

A Secretaria do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, em Portugal, elaborou o Plano de Ação Litoral XXI, cujo objetivo é combater a erosão costeira, prevenir o impacto negativo das alterações climáticas, com a sua ameaça de perda de terreno para o mar, e proteger cidadãos e bens em risco. Só no próximo ano está previsto um investimento de 60 milhões de euros em várias intervenções, mas o plano tem um horizonte temporal alargado, até 2030, que contempla um total de 954 intervenções já identificadas, num montante global de 784 milhões de euros. “Trata-se de fazer gestão ativa e não reativa, de fazer prevenção, uma vez que o nosso litoral está sob ameaça por causa das alterações climáticas”, nota a secretária Célia Ramos. Leia aqui.

Cidades sustentáveis e inteligentes

stefano-boeri-liuzhou-forest-city-masterplan-china-designboom-02No momento em que o projeto Riviera Santa Maria avança rumo à obtenção da Licença Ambiental de Implantação, outros dois projetos, que buscam abrigar número semelhante de habitantes, chamam a atenção. Um refere-se à primeira “cidade floresta” do mundo, que está sendo construída em Liuzhou, na China. Vai acomodar cerca de 30 mil pessoas, com casas, hotéis, escritórios, hospitais, escolas e tudo aquilo que uma cidade tradicional precisa (aqui). Outro trata da primeira cidade inteligente social do mundo, que está sendo construída em São Gonçalo do Amarante, a 60 km de Fortaleza, no Ceará. A primeira parte da Smart City Laguna, que comportará 25 mil moradores, deve ser entregue já em dezembro de 2017. Notícia da Gazeta de Itapoá, aqui.